quarta-feira, março 21, 2012

A angústia da informação dissimulada na televisão...


Acordei hoje pela manha, e me peguei pensando na época em que cada troca de canal, da Globo pra Band significava o mesmo que ter de pular do sofá, da cama, ou de qualquer lugar que você estivesse confortavelmente, confortável. Me lembrei de quando a mudança de um programa para outro exigia um movimento mecânico dos dedos e um exercício mental muito foda de comprometimento e negação com os canais de TV.

Pois é minha gente... A vida muda, e com a TV não seria diferente. Tudo mudou com a invenção do nosso querido e amado controle remoto. Com ele, nos tornamos sedentários, afobados e porque não dizer, nervosos. 

Será que sou o único no universo que fica horas a fio numa compulsiva e porque não, repetitiva troca de botões, com os olhos estalados em frente à TV? Sou o legítimo “passo por tudo. Não vejo nada”. Vivo preso em uma realidade infinita de canais e opções de entretenimento televisivo. Tudo isso, por culpa do controle remoto. Tenho certeza que um dia, grandes estudiosos irão dizer que ele foi “a peste negra dos séculos 20 e 21”, pois o controle remoto não só permitiu a comodidade, como também instalou o descompromisso na humanidade.

Antigamente, eu precisava tirar a bunda da cadeira para poder trocar de canal.  Isso me fez ser um homem muito mais decidido. Pois eu realmente precisava fazer as minhas escolhas, pensando no futuro. Antes do controle remoto, eu era um homem mais pleno do que agora. Eu não me sentia angustiado por ter que me levantar e trocar de canal manualmente. Hoje é tudo diferente, vivo nessa tal “liberdade” que o meu controle remoto me proporcionou. Troco de canais como se não houvesse um amanhã. Assisto a seis, sete, até mesmo oito programas ao mesmo tempo. Onde isso vai parar?

Agora podemos ultrapassar barreiras sem escalar obstáculos. Não precisamos mais de compromisso para escolher o melhor canal. Os nossos laços de fidelidade com a televisão também diminuíram. Nossa ansiedade aumentou. Nosso esforço, agora é inverso. Semente sendo muito maduro para aguentar ficar mais de 2 minutos em um único canal, ligado em um mesmo programa. Com tanta tecnologia, nos tornamos seres perdidos, procurando a felicidade no meio de uma infinidade de escolhas. É a ansiedade e angústia, bem ali, ao alcance dos nossos dedos. 

Juntamente com o reinado do controle remoto, surgiu a TV a Cabo, com os seus canais 24 horas. Tudo bem que a notícia se tornou mais ágil, porém, as noites se tornaram mais curtas. Quem aí se lembra de ter dormido mais de 8 horas nos últimos 10 anos? Estamos zapeando a nossa vida, como se isso fosse à única coisa que realmente interessa. “amanhã vou dormir mais cedo, eu juro!!”. E aí, “amanhã” zapearmos a noite de sono, mais uma vez... 

Para muitos, sei que isso vai soar como um desabafo antiecológico. Mas não me entendam mal. Pessoalmente acredito que o controle remoto continua sendo um baita marco na história da humanidade. O problema é que com grandes invenções, sempre vem grandes responsabilidades. No fim, estamos todos condenados a angústia da informação dissimulada na televisão.




0 Reactions to this post

Add Comment

    Postar um comentário

    Seguinte!!

    Algumas dicas Básicas:

    * Discussões que não tem nada a Ver com o Post não serão aceitas

    * Por Favor, sem Xingamentos

    * Não peça Ajuda a Sua Mãe Para Comentar AQUI!!

    * Pra comentar é muito fácil. Basta escolher o perfil escrever o que quiser e enviar o comentário pra mim :) Simples né?

    Nota: Todos os comentários dessa postagem não refletem a opnião dos administradores. O sistema de comentários é uma forma de comunicação da equipe com os usuários.

    LEMBRANDO: VOCÊ PODE ME SEGUIR NO TWITTER CLICK AQUI

    Não me responsabilizo pelas coisas postadas aqui...

    Related Posts with Thumbnails