quinta-feira, maio 27, 2010

MACONHA: SERÁ QUE É A HORA DE LEGALIZAR?? #PERGUNTA


A Cannabis sativa é velha conhecida da humanidade. Suas fibras eram utilizadas para a confeção de velas e cordas de navios, no século XV. As primeiras sementes de maconha, um anagrama de cânhamo, foram trazidas para o Brasil por escravos. As sementes vinham escondidas nas barras das roupas desses escravos, que, chegando aqui, difundiram a planta entre as populações nativas.

Nos séculos XVIII e XIX, a maconha adquiriu status de medicamento na Europa. Franceses e ingleses utilizavam a droga por suas propriedades terapêuticas: a maconha era recomendada para o tratamento da asma, insônia e até para roncos e flatulência.

A demonização da maconha teve início na década de 1920: na II Conferência de Entorpecentes, em Genebra, foi considerado que a maconha era pior que o ópio, o que justificaria a sua proibição e criminalização.

Atualmente, apesar do uso de maconha ser considerado crime, pessoas apreendidas com quantidades de substância apenas para consumo não recebem pena de prisão. Geralmente cumprem penas alternativas (pagamento de cestas básicas, serviços comunitários), a não ser que o processo tenha algum agravante.

Mas, afinal, maconha faz mal?

O princípio ativo da maconha é o Delta-9-Tetra-hidro-canabinol. O THC age no Sistema Nervoso Central, causando alterações psicomotoras e aumento de apetite. Usuários crônicos de maconha apresentam déficits no aprendizado verbal e na memória recente e ainda não se sabe se essas alterações melhoram com o fim do uso. Quando usada na gravidez, a maconha tem efeitos no cérebro do feto que podem levar a alterações na vida adulta, inclusive a predisposição para o uso de maconha.

Outro efeito indesejado da maconha é a psicose: existe relação entre o consumo de maconha e a incidência de esquizofrenia. E a incidência é maior quanto mais precoce for o consumo e mais longo for o consumo.

Dependentes de maconha, quando em abstinência, apresentam uma síndrome de abstinência caracterizada por irritabilidade, ansiedade, depressão, calores repentinos, náuseas e diarréias.

O tratamento do usuário de maconha envolve psicoterapia e uso de medicamentos. Na rede pública, o tratamento é oferecido nos CAPS-AD. As internações são recomendadas apenas em alguns casos.

A maconha leva às outras drogas?

Não. A Teoria da Porta de Entrada, como é conhecido esse raciocínio, não encontra respaldo científico. Apesar das evidências de que grande parte dos usuários de cocaína começaram o uso com maconha, álcool e tabaco, não existe uma relação no sentido contrário: pesquisas indicam que a maior parte dos usuários de maconha não “evoluem” no uso de drogas. Acredita-se hoje que o efeito de porta de entrada se deva ao convívio com traficantes e usuários de outras drogas, não aos efeitos da droga em si.

Por que legalizar?

Um dos argumentos pró-legalização é o uso terapêutico da maconha. A droga causa aumento do apetite e tem efeito anti-emético (combate ânsias e vômitos), características benvindas no tratamento de doentes de alguns tipos de câncer e AIDS. Além disso, existem evidências da eficácia do THC e do canabidiol (outro princípio ativo da maconha, que não causa “barato”) no tratamento da dor de pacientes com Esclerose Múltipla. Em alguns países, já existem medicamentos feitos a partir dos princípios ativos das maconha, como o Marinol, nos Estados Unidos.

Sempre se cita a Holanda como exemplo de país em que a maconha é liberada. O que pouca gente sabe é que a maconha não é “liberada”. Na Holanda, não há pena para comprar até 5g/dia de maconha em coffee-shops, mas a produção e o consumo fora de coffee-shops são crimes. Além de ser irresponsável comparar dois países de culturas diferentes, é importante pensar nos motivos que levaram à legalização na Holanda. Lá, a legalização da maconha se deu para evitar uma epidemia no uso de heroína (que era oferecida por traficantes aos usuários que iam comprar a maconha). Os coffee-shops são fiscalizados e, caso vendam bebidas alcoólicas ou outras drogas, perdem a licença.

Qual a minha opinião opinião?

Eu confesso que acho difícil me posicionar nessa questão. Não acredito no “fim do tráfico” com a legalização (há tráfico de cigarros, e eles são permitidos), mas também não vejo eficácia na atual política anti-drogas (e me pergunto até que ponto é necessário uma política “anti-drogas”). Sem falar nas questões de tratamento: com poucas vagas para os dependentes na saúde pública, será prudente aumentar o número de usuários?

Outra questão que me faço: enquanto o mito de “maconha não faz mal” existir, será que uma discussão sobre a legalização é válida? As pessoas sabem, realmente, o que estão discutindo?

O que você acha?

7 Reactions to this post

Add Comment
  1. Talita Morena Roots disse... 27 de maio de 2010 11:28

    Legaliza e vê como vai melhorar!

  2. Anônimo disse... 28 de maio de 2010 18:46

    PASSOU DA HORA DE LEGALIZARRR MEU POVO!

  3. Anônimo disse... 5 de junho de 2010 12:59

    maconha é uma planta, isso não é problema
    quando o playboy fuma um baseado, não é um problema, o problema surge quando em um semáforo, um nóia, pra comprar um baseado, corta o pescoço da sua mãe, ai sim, isso vira um problema

  4. FRANCISCO disse... 14 de junho de 2010 02:48

    Ohhhh mané , nóia é quem fuma pedra ( crack ) , jamais vc. verá alguêm que fuma maconha ,eu disse maconha , em um ponto de ônibus cortando a cabeça da sua mãe .

  5. Anônimo disse... 9 de novembro de 2010 21:03

    frasisco me rachei de ri

  6. Isabela C. disse... 16 de fevereiro de 2011 00:26

    legalize it :D

  7. Anônimo disse... 25 de março de 2011 18:10

    É amigos,de um modo geral também acho que aqui nós poderiamos combater o aparecimento de "noiados novatos" com a legalização da maconha.
    e pra um fim de esclarecimento para quem pensa que um cigarro de maconha tira um sujeito do sério,eu digo assim:
    nananinanão 2 cigarros de maconha não chega nem à metade do efeito de 2 copos de cachaça! Q-" o_O

Postar um comentário

Seguinte!!

Algumas dicas Básicas:

* Discussões que não tem nada a Ver com o Post não serão aceitas

* Por Favor, sem Xingamentos

* Não peça Ajuda a Sua Mãe Para Comentar AQUI!!

* Pra comentar é muito fácil. Basta escolher o perfil escrever o que quiser e enviar o comentário pra mim :) Simples né?

Nota: Todos os comentários dessa postagem não refletem a opnião dos administradores. O sistema de comentários é uma forma de comunicação da equipe com os usuários.

LEMBRANDO: VOCÊ PODE ME SEGUIR NO TWITTER CLICK AQUI

Não me responsabilizo pelas coisas postadas aqui...

Related Posts with Thumbnails